Controle da Anemia Infecciosa Equina é debatida em Pelotas

Com a intenção de debater e fomentar propostas de combate e de adequação da legislação de controle da Anemia Infecciosa Equina (AIE), estudantes, profissionais e demais agentes do meio reuniram-se no dia 29 de novembro em Pelotas/RS, onde foi realizado um Workshop sobre o tema. O evento promoveu palestras e uma mesa redonda que discutiu os procedimentos visando o bem-estar animal em eventos e provas eqüestres.

O encontro ocorreu no Auditório da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel da Universidade Federal de Pelotas (Faem-UFPel), e contou com a participação de professores, pesquisadores e profissionais ligados a entidades de classe e governamentais. A organização foi responsabilidade da própria Universidade e do Grupo de Pesquisa Cavalo Crioulo da UFPel.

Pela manhã, os primeiros palestrantes foram os professores da Universidade Federal de Santa Maria/RS (UFSM), Rudi Weiblen e Deniz Anziliero. Os pesquisadores trouxeram referências teóricas sobre a enfermidade assim como dados sobre a sua incidência e capacidade de contágio. Weiblen discorreu sobre as características da anemia enquanto Anziliero falou a respeito das possibilidades de controle.

Logo em seguida quem teve a palavra foi o representante do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) do Rio Grande do Sul, José Arthur Martins que apresentou aos presentes o conteúdo do Manual de Procedimentos em Eventos Eqüestres da entidade, criado com o propósito de promover entre os veterinários a capacitação e a disseminação do conhecimento relativo à sanidade e ao bem-estar animal.

No período da tarde, os palestrantes citados uniram-se aos professores da UFPel, Cláudio Pimentel e Charles Martins, e de Gustavo Diehl, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa/RS), na mesa redonda. Atendendo à vários questionamentos do público, os palestrantes discutiram o que foi exposto e encerraram com definição de tópicos que serão encaminhados à Seapa como proposta de qualificação do regulamento. Também foi sugerido que o tema volte a ser debatido, assim que ocorra um andamento dessa proposta, em um novo evento realizado pela Universidade.

Informações ABCCC

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.