Cavalo Crioulo domina Final Gaúcha de Rédeas

Há 17 anos, pela primeira vez um cavalo Crioulo entra em pista para uma disputa da modalidade de rédeas. Hoje, com quase duas décadas passadas deste fato, a raça já demarca seu espaço e força dentro do cenário das rédeas, principalmente no Rio Grande do Sul.

A comprovação de todo este histórico vem ficando mais visível a cada ano. O cavalo Crioulo foi ao Mundial Equestre, já faturou as principais competições nacionais e hoje, domina quase por completo as provas no Rio Grande do Sul.

Foi o que aconteceu entre os dias 7 e 10 de junho no Centro de Treinamento Querência, em Porto Alegre, na disputa da Final do Campeonato Gaúcho de Rédeas. Na categoria aberta, principal da disputa, entre os 26 participantes, 24 eram cavalos Crioulos. O mesmo aconteceu com os amadores. Dos 27 participantes da categoria, estavam 21 cavalos da raça.

Não foi a toa que o pódio foi dominado pelos crioulistas. No aberto, Marajá do Trinta e Oito, filho de Diamante do Trinta e Oito e Nochebuena da Carovy, atingiu a média final 73,5 com o cavaleiro Antonio Correia e faturou a primeira colocação da prova. O segundo e terceiro lugares também ficaram para cavalos Crioulos: FS Tamoeiro, montado por Fabrício Suris da Silveira e Vichadeiro da Quinta, do cavaleiro Roberto Jou.

Na categoria amador, Jonathan Marca dos Santos levou VB Eldorado Dragão ao primeiríssimo lugar, com média 73. O pódio foi dividido com dois cavalos Quarto de Milha.

Informações ABCCC 

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.