Cavalo Crioulo começa o ano com aquecimento nas vendas

Mesmo com o atual cenário econômico brasileiro passando por certa retração, o mercado do cavalo Crioulo continua mostrando que está em franco crescimento. Os números atingidos nos leilões do mês de março faz com que os criadores fiquem otimistas para mais um ano promissor da raça. Além das altas médias registradas em alguns eventos, a liquidez tem marcado o início da temporada.

A grande procura por animais vinda de criadores de várias regiões do país é um dos motivos do aquecimento do mercado do cavalo Crioulo. De acordo com diretor da Trajano Silva Remates, Gonçalo Silva, o percentual médio de compradores do Centro e Norte do Brasil que não passava de 5% até o ano passado, hoje chega a até 10% nos remates já realizados neste ano.

“O que está agregando estes novos compradores é o trabalho de fomento desenvolvido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) principalmente para trazer o investidor de fora do Rio Grande do Sul. Tivemos bastante cadastros novos de outras regiões nos últimos eventos”, explica o diretor.

Um dos exemplos de vendas aquecidas em leilões foi o remate da Cabanha São Rafael, realizado em Balsa Nova (PR), no começo do mês de março. O evento alcançou R$ 2,3 milhões em faturamento com média de R$ 42 mil.

 

Foto: Cao Ferreira / Divulgação

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.