Campo Grande (MS) participa das classificatórias do Crioulaço

A competição, que tem organização da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) , acontece de 12 a 14 de julho, no Parque do Peão CLC de Campo Grande.

A prova é a semifinal válida pelo Campeonato Nacional de Crioulaço da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) .

Pode participar todo laçador que conseguiu se habilitar em uma das seletivas que aconteceram pelo Brasil ao longo do ano. A ABCCC vai ter uma rota de frete subsidiada para que ninguém fique de fora da semifinal de Campo Grande, última oportunidade para chegar na final do Crioulaço.

A Raça

Com origem nas grandes planícies dos pampas, até as mais distantes montanhas dos Andes, os cavalos trazidos por colonizadores espanhóis adaptaram-se a todo o tipo de clima e região. Suportaram o intenso frio e também o calor desgastante . Com o passar de quatro séculos de adaptação e de evolução, adquiriram características únicas e próprias no meio ambiente sul americano.

Por conta de sua longevidade, rusticidade, agilidade e resistência, são muito utilizados nos trabalhos pesados na lida com o gado, em fazendas de todo o país.

Panorama atual – Hoje, estão presente em praticamente todos os estados brasileiros, segundo a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). O Relatório populacional da raça, emitido pela ABCCC, informa que estão registrados 84.741 animais, entre machos e fêmeas, espalhados por 22 estados brasileiros.

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.