Manejo, controle sanitário e cuidados dos potros

Os equinos são animais que necessitam de cuidados e para que o nascimento e desenvolvimento, do mesmo, aconteçam de forma saudável, é necessário que os cuidados destinados aos animais prenhes sejam os melhores possíveis, já que um potro saudável depende dos cuidados na vida intrauterina.

As fêmeas devem ser vacinadas, pois as imunoglobulinas são repassadas para o filhote com a ingestão do colostro, que contém eletrólitos, proteínas, gorduras e carboidratos, o colostro deve ser ingerido nas primeiras 24 horas de vida do potro. As éguas também devem ser submetidas ao controle de parasitas.

O rompimento do cordão umbilical deve ser feito através da tração manual, pelo menos cinco minutos após o nascimento, assim todo o sangue contido na placenta será transferido para o neonato. A desinfecção e limpeza devem ser feita sem seguida, o engrossamento do cordão umbilical pode ser sinal de uma infecção.

A propriedade deve ter um banco de reserva de colostro, dos animais que criaram durante o ano, assim se houver algum acidente que impossibilite o potro a primeira mamada, ela pode ser substituída pelo colostro resfriado, para as próximas mamadas o leite mais indicado é o de cabra.

Quando o animal completar trinta dias de vida é preciso que seja feito a vermifugação com produtos adequados, indicados pelo médico veterinário ou zootecnista. Já a vacinação ocorre a partir dos quatro meses, logo depois é feito o desmame dos animais.

Os potros também devem ficar em liberdade, assim há maior desenvolvimento do sistema musculoesquelético, além de ser oferecida uma alimentação balanceada aos animais.

Fonte: Escola do Cavalo

Animais criatório Genética Aditiva
Animais criatório Genética Aditiva

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.