Anemia infecciosa equina é tema de palestra em Bonito (MS)

Acontece no dia 5 de novembro, na sede do Sindicato Rural de Bonito (MS), uma palestra gratuita sobre a anemia infecciosa equina (AIE). O evento que é oferecido pela Embrapa Pantanal e pelo Sindicato Rural do município tem como objetivo alertar o produtor sobre a doença e quais os cuidados devem ser tomados para evitá-la.

A palestra será ministrada pela pesquisadora da Embrapa Pantanal, Márcia Furlan, que afirmou que pelo fato de Bonito não estar situada em uma área de alto risco para a doença, qualquer animal diagnosticado como positivo para a AIE deve ser sacrificado.

A anemia infecciosa equina é uma doença viral que atinge somente os equídeos (cavalos, burros, mulas e jumentos). Até o momento, não possui cura: uma vez infectado, o animal permanece doente por toda a vida. A transmissão é feita pelo contato com o sangue contaminado, em situações como o compartilhamento de agulhas entre os animais e o uso de tralhas não higienizadas nas tropas. O vírus, semelhante ao da AIDS, prejudica a imunidade dos equídeos, deixando-os mais fracos e suscetíveis a desenvolver outras doenças.

De acordo com a pesquisadora, a prevenção continua sendo a forma mais eficaz de se combater a AIE. Para que isso aconteça, “é preciso impedir que qualquer equídeo tenha contato com o sangue de outro equídeo”, diz Márcia. Usar agulhas e seringas descartáveis nos animais, higienizar freios e bridões com água e sabão e abolir o uso da espora pontuda ou cortante são ações de manejo sanitário essenciais para evitar a transmissão da doença entre as tropas.

Autor: Vicenzzo Vicchiatti, com informações da Embrapa Pantanal.

Deixe um comentário

Seu comentário será publicado se estiver de acordo com as políticas de publicação do site. Seu e-mail não será publicado.